Viva Rio oferece oficina de moda sustentável em Acari

Para sensibilizar os participantes e incentivar uma mudança de cultura em relação ao lixo, o Viva Rio realizou uma oficina de promoção de autonomia econômica e social nas comunidades populares. A Ecomoda capacitou usuários do Hospital Municipal Ronaldo Gazolla e da Clínica da Família Marcos Valadão, além de moradores da região, na produção de acessórios e peças de vestuário a partir do reaproveitamento de retalhos e tecidos.

As duas unidades de saúde são geridas pelo Viva Rio e ficam localizadas em Acari, na zona Norte do Rio. A região é um dos pontos mais afetados pelas chuvas, principalmente por conta da grande quantidade de lixo acumulado nas margens do Rio Acari. O descarte incorreto dos resíduos pode trazer riscos tanto para o meio ambiente quanto para a saúde da população.

A oficina EcoModa integra o projeto De Olho no Lixo, realizado pelo Viva Rio há mais de um ano na Rocinha. Ele é fruto de cooperação técnica entre o Viva Rio, o Instituto Estadual do Ambiente (INEA) e a Secretaria de Estado do Ambiente (SEA), com apoio da Associação de Supermercados do Estado do Rio de Janeiro (Asserj).  Coordenada pelo estilista e educador Almir França a proposta da oficina é incentivar a prática do empreendedorismo, diminuir o impacto do lixo nas comunidades e, principalmente, transformar o olhar dos usuários em relação ao destino que são dados aos resíduos.

Para a Agente Comunitária de Saúde, Zilda Soares, da Clínica da Família Marcos Valadão, a oficina proporcionou momentos de aprendizado e interação entre os participantes. “Além de pensarmos em propostas para reduzir o lixo, conseguimos modificar uma roupa velha, abrindo espaço para novas possibilidades e diferentes criações”, comentou.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Postado em Notícias na tag , .