Viva Rio festeja Dia das Crianças em Acari e na Glória

A chegada de um bebê é sempre motivo de muita alegria para uma família e a celebração também pode começar no quarto da maternidade. Foi o que aconteceu na última sexta-feira (14), quando as mães internadas na Maternidade Mariana Crioula, no Hospital Municipal Ronaldo Gazolla, em Acari, comemoraram o primeiro Dia das Crianças ao lado de seus bebês. O evento foi organizado pelo Voluntariado do Viva Rio, em parceria com os profissionais de saúde da unidade.

Tamiris Barcellos (20)

As mães da maternidade comemoraram o primeiro dia das crianças ao lado de seus bebês | Foto: Tamiris Barcellos

Foram distribuídos presentes até mesmo para os bebês que ainda não haviam nascido, como roupas, enxovais, fraldas descartáveis, toalhas e sapatos bordados à mão. “Não há preço que pague ver o sorriso no rosto de uma mãe”, disse a assistente Renata Gouveia, do Voluntariado.

Tamiris Barcellos (5)

A equipe do Voluntariado arrecadou roupas, enxovais e sapatos bordados à mão | Foto: Tamiris Barcellos

Desde que o Viva Rio assumiu a gestão do Hospital Ronaldo Gazolla, em dezembro de 2015, muitas ações já foram realizadas na busca por novas diretrizes de segurança e acolhimento humanizado. “É uma honra entregar a essas mães uma lembrança no primeiro dia de vida de seus bebês. Reforça nosso compromisso com a qualidade do atendimento e a promoção da saúde com amor”, pontuou Antonio Braga, coordenador da Maternidade Mariana Crioula.

Tamiris Barcellos (27)

Antonio: “É uma honra entregar uma lembrança no primeiro dia de vida desses bebês” | Foto: Tamiris Barcellos

Para a mamãe Neli Rodrigues, 31, que aguarda a chegada de seu oitavo filho, o presente chegou na hora exata e o atendimento tem sido excelente durante os dois meses em que está internada. “Estou muito feliz! Este foi o primeiro presente do Davi. É muito bom saber que as pessoas se importam com a gente”, festejou.

O cuidado com as mães vai além da sala de parto. O Espaço Terapêutico da Maternidade Mariana Crioula oferece ainda um momento de lazer na recuperação do pós-parto, onde as mamães podem fazer as unhas, receber orientações sobre o aleitamento materno e massagens, enquanto seus bebês ficam aos cuidados de uma equipe de profissionais de saúde.

Tamiris Barcellos. (16)

Ofurô é uma das técnicas utilizadas no Espaço Terapêutico | Foto: Tamiris Barcellos

Entre estes cuidados está o banho de ofurô e a  Shantala, um tipo de massagem que tranquiliza o bebê e alivia as dores da cólica. “Buscamos criar um vínculo entre mãe e filho. Falamos também sobre a importância do aleitamento materno e de como melhorar a qualidade de vida dos nenéns”, garante a técnica de enfermagem, Sthefanie Ferreira.

Bazar temático também comemora a data

Helena, 3 anos, Luísa, 3 e Emily, 8, passaram um sábado diferente. Moradoras da Glória, na zona Sul da cidade, elas se esbaldaram no pula-pula e na escalada inflável instalados no bazar pelo Dia das Crianças, montado neste sábado (15) pelo Viva Rio, nos Jardins Escadaria da Glória.

meninas no pula pula

Helena e Luísa se esbaldam no pula pula montado no bazar da Glória | Foto: Tamiris Barcellos

O estatístico Gustavo Costa, 39 anos, pai de Luísa, comemorou a atração: “É muito bom encontrar esse tipo de brincadeiras perto de casa!”. Já a ‘escalada’ de Emily deixou suas pernas trêmulas, mas ela adorou a experiência.

Os pequenos foram o tema do bazar realizado pelo Voluntariado da instituição, com barraquinhas que vendiam desde petiscos a roupas usadas. Houve distribuição gratuita de brinquedos, algodão doce e pipoca, além da apresentação da índia Hannah Cacy Pogtiguar, da tribo Cachoeira dos Índios, em Baía da Traição, na Paraíba.

algodão doce

O panelão produziu algodão doce para os frequentadores | Foto: Tamiris Barcellos

 

Índia

A índia Hannah Cacy Potiguar apresentou danças e rituais de seu grupo | Foto: Tamiris Barcellos

O evento também disponibilizou massagens e confecção de tranças artísticas, por Antonia Julia Feliz, 65 anos. Ela chamava a atenção com seu batom verde, que combinava com o brinco, e se proclamava precursora das tranças no Rio e em Salvador, onde chegou nos anos 70. “Aprendi com os hippies de lá”, brincou Antonia, que não tem paciência de se fixar em salões e trabalha de forma itinerante.

antonia

Antonia participou confeccionando tranças artísticas nas frequentadoras | Foto: Tamiris Barcellos

Segundo a coordenadora do Voluntariado, Cibele Dias, os recursos obtidos com o bazar serão revertidos para a campanha SOS Haiti.

(Texto: Celina Côrtes e Vivian Guimarães| Fotos: Tamiris Barcellos)

Postado em Notícias na tag .