Saúde na Linha é apresentado em conferência de tecnologia social em Nova York

Nova York conheceu ontem o Saúde na Linha, ferramenta inovadora criada pelo Viva Rio para monitorar bebês, puérperas e grávidas em gestações de risco. Luciana Rossetti,  coordenadora do programa, apresentou o Saúde na Linha na conferência Technology, Knowledge & Society, na universidade St. Johns. O projeto compôs o quadro principal do evento, que discutiu teorias e práticas inovadoras que relacionam tecnologia e sociedade.

O Saúde na Linha funciona através de parcerias entre o Viva Rio e as prefeituras do Rio de Janeiro e de Paraty, e conta com uma equipe multidisciplinar que mantém comunicação constante com gestantes e puérperas através de ligações telefônicas periódicas. Além de acompanhar e aconselhar as mulheres inscritas no programa, a equipe também gera alertas emergenciais a profissionais de saúde em caso de complicações.

Luciana explicou na apresentação como o projeto funciona integrado à rede de atenção primária de saúde no Rio de Janeiro e em Paraty. Com foco em cuidado e prevenção, destaque para a redução de 50% em mortalidade materna na primeira área onde o programa foi implementado.

“Foi muito bacana, todos ficaram deslumbrados com nosso trabalho. Várias pessoas da plateia vieram depois falar do projeto, que ele tem potencial para ser expandido tanto no Brasil quanto em outros lugares do mundo. Muita gente não acreditava que isso era tudo de graça para a população, já que nos Estados Unidos não tem saúde pública gratuita. O Saúde na Linha despertou muito interesse”, disse Luciana.

Postado em Notícias na tag , , , , .