CAP 2.1 vai às escolas e creches municipais falar sobre arboviroses com Programa Saúde na Escola 

O Programa Saúde na Escola (PSE) é feito por uma política intersetorial de três secretarias: Saúde, Educação e Assistência Social. O projeto foi instituído na CAP 2.1 (Zona Sul) em 2010 – um ano depois do Viva Rio se tornar uma organização social de saúde e assumir a gestão de dezenas de Clínicas da Família e Centros Municipais de Saúde (CMS) da região, além da UPA Rocinha. O PSE é voltado para as políticas de saúde e educação às crianças, adolescentes, jovens e adultos da educação pública brasileira. Neste início de ano, o foco está na prevenção às arboviroses e entre os dias 18 e 22 de fevereiro os agentes promoveram ações em escolas e creches municipais explicando os sintomas e como evitar a dengue, a zika, a febre amarela e a chikungunya.

A articulação entre Escola e Rede Básica de Saúde é a base do Programa Saúde na Escola. O PSE na CAP 2.1 tem hoje praticamente 100% de cobertura, com uma ação por mês em cada uma das 79 escolas da área programática. O projeto segue um calendário mensal com temas diversos para conscientizar toda a comunidade e as crianças. Cada Equipe de Saúde da Família faz o planejamento de ações de acordo com a demanda de cada escola, como drogas, gravidez na adolescência, ISTs, alimentação saudável, saúde bucal, entre outros. Neste mês, o objetivo é mobilizar no combate ao mosquito, falar sobre a prevenção e apresentar o processo do ciclo de vida e identificação do mosquito. A comunidade escolar também está sendo alertada quanto aos principais sintomas que o mosquito Aedes aegypti  pode causar.

Ontem, dia 26, a equipe de Saúde da Família do Centro Municipal de Saúde Pindaro de Carvalho Rodrigues visitou a Escola Municipal Christiano Hamman, na Gávea, conversou com os alunos, distribuiu panfletos e tirou dúvidas sobre como combater e prevenir as arboviroses. Já na última sexta-feira, dia 22, outra equipe de Saúde da Família do mesmo CMS esteve no Espaço de Desenvolvimento Infantil Rubem Braga, na Lagoa, e realizou uma oficina de desenho com as crianças. O tema foi mosquito da dengue.

Equipe de Saúde da Família do Centro Municipal de Saúde Pindaro de Carvalho Rodrigues na Escola Municipal Christiano Hamman

A equipe do PSE da CAP 2.1 é responsável pelo planejamento das ações de saúde realizadas pelos profissionais das 13 unidades básicas de saúde da área. Todas as ações obedecem a um calendário mensal enviado pelo PSE CARIOCA e cabe às ESFs desenvolverem essas ações nas escolas de seus territórios.

Equipe de Saúde da Família do mesmo CMS no Espaço de Desenvolvimento Infantil Rubem Braga

Para Karen Kannhauser, uma das coordenadoras do PSE da CAP 2.1, essa linha de cuidado é extremamente importante porque alcança diversas pessoas. “Podemos promover saúde e prevenir doenças tendo a escola como ambiente de ação, pois lá atingimos não só seus alunos – que podem multiplicar as informações que recebem de nós sobre saúde em suas famílias e comunidades-, mas também seus responsáveis, os educadores e todos os profissionais que trabalham na rede de ensino”, destacou.

Postado em Notícias na tag , , , .