Abraço ao Ronaldo Gazzolla marca gestão Viva Rio

Um abraço ao redor do Hospital Municipal Ronaldo Gazzola, em Acari, na zona Norte, entre funcionários, usuários, vizinhos, crianças e idosos, seguido de dois minutos de silêncio e muita emoção, marcaram o aniversário de um ano de co-gestão da unidade entre a Prefeitura e o Viva Rio, na tarde desta quarta-feira (21). A festa, realizada no pátio ao lado da unidade, terminou com bolas de inflar azuis e brancas que subiram ao céu sem nuvens. Em pleno abraço, chegou à unidade uma ambulância transportando Meiry Elayne Oliveira Santos, para o nascimento de seu bebê, quatro dias antes da chegada de Jesus Cristo.

A festa  tinha muitos motivos para comemorar. Em um ano de co-gestão do Viva Rio, passaram a ser oferecidos 221 leitos hospitalares, foram feitas 5.600 consultas médicas e 34 mil exames especializados por mês; abertos 1.300 postos de trabalho e realizadas mil internações mensais. “Estamos construindo o acesso à saúde lado a lado”, anunciou uma participante do Colegiado Gestor, Maria José Soares, a Zezé, que também elogiou a horta comunitária criada pela administração.

Quem abriu os trabalhos foi a jornalista Viviane Guimarães, assessora de imprensa da unidade, também participante do coral Vozes do Gazolla, que apresentou canções natalinas logo no início do evento. A coordenadora de Saúde e Desenvolvimento Social do Viva Rio, Ana Maria Schneider, lembrou que a instituição trabalha há sete anos na administração de várias unidades de saúde da grande região onde está o Ronaldo Gazolla: “queremos estar sempre perto dessas pessoas”, completou. A diretora geral, Suely Pinto, observou que é possível notar “a mudança geral” que vem ocorrendo no hospital. “Precisamos repensar a vida para que possamos melhorar cada vez mais, no sentido de cuidar”, acrescentou. Já o diretor médico, Luiz Santoro,  sublinhou os resultados alcançados pela tomada coletiva de decisões , “a coletividade é sempre melhor que a individualidade”, afirmou.

Em seu curto depoimento, o diretor executivo do Viva Rio, Rubem César Fernandes, convidou os participantes a fazerem uma oração, convite aceito pela técnica de enfermagem do Centro Cirúrgico, Karina Rodrigues Ferreira.

Em seguida, Rubem recordou o nascimento da Fábrica da Esperança, que deu origem ao hospital, e convocou os presentes a abraçarem a unidade, sob um sol inclemente. A imediata adesão de todos permitiu que o Ronaldo Gazolla fosse circundado pelo abraço coletivo, seguido de dois minutos de silêncio, em clima de muita emoção, – marca registrada do Viva Rio -, momento coroado pelos balões azuis e brancos que subiram ao céu. A festa terminou com a divisão entre os presentes, por Rubem César, do enorme bolo, também azul e branco, regado a refrigerantes.

(Texto: Celina Côrtes | Fotos: Lucas Almeida)

Postado em Notícias na tag .