Viva Rio se mobiliza em apoio às vítimas de furacão

haiti

Área devastada no Haiti, após a passagem do furacão Matthew – Foto Logan Abassi/Minustah

O Haiti vive nova crise humanitária após passagem do furacão Matthew. O impacto das enchentes e do vento foi devastador principalmente no sul e no oeste do país, que ainda não tinha se recuperado do terremoto de 2010. O Viva Rio se mobiliza para apoiar as mais de 1,4 milhão de pessoas que necessitam de ajuda rápida. Autoridades afirmam que mais de 300 pessoas morreram, mas a agência Reuters estima que o número de mortos já passa de 1000 haitianos.

No Brasil, o Voluntariado do Viva Rio criou a campanha SOS Haiti, para socorrer o país que ainda não havia conseguido se recuperar totalmente do terremoto de 2010, quando morreram 300 mil haitianos. As doações em dinheiro podem ser enviadas para o Banco do Brasil, conta-corrente 607736-6, agência 0087-6. “Quem não puder doar dinheiro, poderá encaminhar palavras de carinho às vítimas, pelo nosso Facebook“, explicou a coordenadora do Voluntariado, Cibele Dias.

Saiba mais sobre a campanha SOS Haiti e saiba como ajudar.

Valmir Fachini, coordenador do programa ambiental do Viva Rio no Haiti e coordenador da Academia Pérolas Negras e do Centro de Formação e Eco turismo do Viva Rio Haiti informa que durante a passagem do furacão o Viva Rio atuou em conjunto com as lideranças locais e as organizações parceiras para alertar os moradores. Diante da resistência de alguns, junto aos lideres locais e utilizamos caminhões para facilitar a saída das famílias até os abrigos organizados pelas prefeituras.

“No próximo sábado (15), vamos participar de uma ação de prevenção através da lavagem das mãos e durante a campanha faremos a distribuição de 50 mil sementes de moringa oleífera para serem cultivadas nos terrenos das casas”, relatou.  “Estamos organizando a chegada de um grupo de voluntários do Brasil, que virão participar destas atividades em curso e aportar suas experiências em situação de risco, além de chegarem com donativos para os desabrigados”.

O Viva Rio também está em contato com os dirigentes da Igreja Batista brasileira, presentes no sul do Haiti, para direcionar as ajudas que vierem através do Voluntariado do Viva Rio do Brasil.

People walk along a street in downtown Jeremie Haiti, Thursday October 6, 2016. Hurricane Matthew passed over Haiti on Tuesday October 4, 2016, with heavy rains and winds. While the capital Port au Prince was mostly spared from the full strength of the class 4 hurricane, the western cities of Les Cayes and Jeremie received the full force sustaining wind and water damage across wide areas. Photo Logan Abassi UN/MINUSTAH

Pessoas caminhos em rua no Centro da cidade de Jeremie Foto Logan Abassi/Minustah

A Organização das Nações Unidas (ONU) pediu que a comunidade internacional de doadores reúna cerca de US$ 120 milhões para que se dê uma resposta humanitária a às pessoas afetadas. Os recursos serão destinados a atender às necessidades dos atingidos nos próximos três meses.

Desde o início do ano, foram registrados cerca de 28 mil casos de cólera no país, e mais de 240 pessoas morreram devido à doença. A Organização Mundial da Saúde (OMS) informou que um possível surto de cólera pode ocorrer na região em decorrência das inundações provocadas pela passagem do furacão.

Milhares de haitianos ainda viviam em habitações precárias e de madeira, que não resistiram aos ventos de 230 km/h que acompanhou as fortes chuvas, que começaram na terça-feira (4).

(Texto: Renata Rodrigues Fotos: Agência Brasil)

Postado em Notícias na tag .