Viva Rio apoia combate à exploração sexual infantil

O projeto Rio 2016: Olimpíadas dos Direitos da Criança e do Adolescente, do qual fazem parte a Frente Nacional de Prefeitos, o Viva Rio e a Rede ECPAT Brasil, está promovendo ações de sensibilização dos profissionais que irão trabalhar nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro para a questão da violência sexual infantil. O seminário“Olimpíadas 2016: jornada pública para o turismo e Sistema de Garantia dos direitos sobre o enfrentamento à exploração sexual de crianças e adolescentes” ocorreu nesta sexta-feira (13), na sede do Viva Rio, como parte dessas ações, e reuniu  cerca de 100 operadores de turismo e profissionais de hotelaria.

Ernesto Braga pede o apoio do Poder Público | Foto: Paulo Barros

Ernesto Braga pede o apoio do Poder Público | Foto: Paulo Barros

“É necessária a colaboração do poder público com o Comitê de Proteção Integral a Crianças e Adolescentes nos megaeventos para uma priorização do tema, através da criação de espaços de acolhimento de menores que possam ser vítimas de alguma forma de violação durante as Olimpíadas”, destacou Ernesto Braga, representante do comitê. Criado pela Fundação para Infância e Adolescência (FIA) e formado por representantes do governo e sociedade civil que atuam na proteção e defesa da criança e do adolescente, o órgão tem o objetivo de criar de um plano de ação para os megaeventos do Rio de Janeiro em prol deste público.

IMG_0618

Vera de Souza defende a criação dos Plantões Integrados | Foto: Paulo Barros

 

Vera Cristina de Souza, representante do Comitê de Proteção Integral a Crianças e Adolescentes e coordenadora do Centro de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente e da Rede ECPAT Brasil, ressaltou a importância da criação de plantões integrados, articulados com órgãos ligados ao Ministério Público e Secretarias Públicas nos locais de maior concentração de jovens e crianças, como o Centro, Madureira e a Zona Sul, que irão receber atrações culturais diversas durante os Jogos Olímpicos.

Na próxima semana (23), o projeto da Rio 2016, que é cofinanciado pela União Europeia (UE), promoverá uma capacitação voltada para gestores públicos e representantes da sociedade civil com foco nas violações dos direitos das crianças e dos adolescentes.

(Texto: Deborah Athila | Foto: Paulo Barros)

Postado em Notícias na tag .