Vida de liderança da Maré é narrada em livro

convite2

O lançamento do livro do Seu Amaro, da Maré, será na quarta-feira (8).

O livro Amaro da Maré, escrito pela jornalista Regina Zappa (FGV Editora), que narra a trajetória de Amaro Domingues, uma das maiores lideranças comunitárias do Complexo da Maré, será lançado no próximo dia 8 de junho (quarta-feira), na Livraria Argumento do Leblon.

A noite de autógrafos terá participação de seu Amaro, que foi o responsável pela criação de um dos mais importantes espaços de educação e esportes da comunidade, a Vila Olímpica da Maré. Ele e a autora do livro vão conversar com o público sobre essa e outras histórias vividas por Amaro da Maré.

Ele nunca foi à escola e aprendeu a ler aos 15 anos de idade. No entanto, ler é o que ele mais gosta de fazer. “Ele não para. Cutuca o secretário, cobra da autoridade, separa briga, arruma emprego para ex-presidiário, aconselha, cuida, vigia. Conhece todo mundo e todos o conhecem. Não consegue andar dez metros na Maré sem ser parado várias vezes”, diz Zappa, em um dos trechos do livro.

2016_05_14_Amaro_Da_Mare¦ü_Lanc¦ºamento_027

O livro conta a história de perseverança de Amaro, líder comunitário da Maré.|Foto: Paulo Barros

Seu Amaro passou a primeira infância em um ambiente rural próximo à cidade de Campos (RJ). Por causa da doença da mãe, cuidava dos irmãos mais novos. Na adolescência, viveu as dificuldades extremas de uma vida urbana sem perspectivas. Foi soldado e motorista de ônibus e de caminhão, como seu pai. No Rio, foi morar na Favela de Manguinhos. Viu sua casa desaparecer de um dia para o outro e mudou-se para a Nova Holanda. Viu crescer a comunidade do Complexo da Maré, onde vive até hoje, e tornou-se líder comunitário respeitado e imprescindível.

Não fosse Seu Amaro, talvez não existisse a Vila

“Sua vida tem como pano de fundo a história de um Brasil ainda injusto e desigual, mas que deixa brechas para vitórias e conquistas. Eis aqui a história de um guerreiro. Um homem simples e seu destino”.

Ronaldo Lapa, do Viva Rio, comenta, na contracapa do livro: “É com cautela que as pessoas transitam pela favela da Maré. Quem o faz, por necessidade ou diversão, tem que ter jogo de cintura e astúcia para atravessar territórios. A favela tem muitos donos. Mas a Maré tem muito mais que isso. Tem escolas, Clínicas de Saúde da Família, Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), uma profusão de organizações não governamentais (ONGs), espetáculos de dança, restaurantes e até Parada Gay. E tem também Seu Amaro, personagem que surpreende pela perseverança, solidariedade e compaixão. Com a cara, a coragem e o coração, ele cuida da Vila Olímpica da Maré. No livro, o leitor acompanha a vida de um líder comunitário que luta para levar cidadania a jovens excluídos através do esporte e da educação. O reflexo da sua vida é também um pedaço da história do Brasil e da maioria dos brasileiros”.

 

 

 

Postado em Notícias na tag .