SAMU Médio Paraíba é motivo de orgulho para o Viva Rio

Desde outubro de 2017 o Viva Rio administra o SAMU da região do Médio Paraíba, no sul do Estado do Rio de Janeiro. Nesse período já foram quase 49 mil ligações recebidas pelo número 192 e mais de 5,5 mil atendimentos com envio de ambulância. Com sede em Volta Redonda, o SAMU Médio Paraíba atende 12 cidades (Rio das Flores, Valença, Barra do Piraí, Piraí, Pinheiral, Rio Claro, Volta Redonda, Barra Mansa, Porto Real, Quatis, Resende e Itatiaia) e conta hoje com 211 profissionais.

José Luis da Silva, coordenador de enfermagem, explica que o princípio norteador do SAMU é mesmo o atendimento pelo telefone.

José Luis da Silva, o Luizão, com equipe de médicos em treinamento

“O principal foco do SAMU é oferecer orientação médica imediata pelo 192. Há casos em que qualquer tempo perdido pode levar ao óbito, como por exemplo quando crianças pequenas se engasgam. Pelo telefone, o médico consegue orientar quem está próximo a tirar o corpo estranho, a fazer a manobra para desengasgar. Temos muitas situações assim, em que a orientação médica na hora, por telefone, salva a vida de uma pessoa. São casos em que nem um helicóptero chegaria a tempo de fazer o atendimento”.

Utilizar o SAMU é simples e rápido. A pessoa que disca 192 tem sua ligação atendida pela Central de Regulação Médica de Urgência e, em um primeiro momento, a telefonista faz perguntas básicas como motivo da ligação, endereço, município e (em caso de acidente) número de vítimas. A ligação é então transferida para um médico regulador, que faz o diagnóstico, orienta sobre as primeiras ações e avalia a necessidade de envio de uma ambulância.

“O SAMU é muito associado à ambulância, mas não é só isso. Oferecemos escuta telefônica 24h com orientação qualificada. Muitas vezes a pessoa é atendida por nós pelo telefone e não precisa nem ir para uma emergência hospitalar, que pode estar lotada”, diz Vanessa Bonanni Nunes de Carvalho, coordenadora-geral e médica do SAMU Médio Paraíba.

Ela lembra de um caso emocionante, quando atendeu a mãe de uma criança com síndrome de down que tivera uma parada cardíaca. “Conseguimos deixar a mãe calma e orientar em todas as manobras, na massagem, e a menina acordou”, conta.

Equipe do SAMU atendendo chamado

Em outros casos, como crise de hipertensão e perda de glicose, uma ambulância é enviada e o atendimento é feito por uma equipe no local onde o paciente se encontra. “Quando alguém está inconsciente, mandamos a equipe com a medicação e a pessoa melhora na hora. Então damos as orientações para que ela continue o tratamento e recomendamos que vá a uma Clínica da Família ou médico especializado depois”, explica Vanessa.

Nas situações mais extremas a ambulância enviada transporta o paciente a um hospital. Nessas ocasiões o médico ou a médica que fez o primeiro atendimento pelo telefone acompanha todo o caso, orientando antes da chegada da equipe, apoiando quando necessário e preparando a recepção hospitalar adequada.

A qualidade do atendimento, o esforço empenhado e o amor pelo trabalho de salvar vidas fazem o Viva Rio ter orgulho da equipe de profissionais de saúde do SAMU Médio Paraíba.

Atualmente contamos com mais de 7.500 profissionais de saúde que atuam em Clínicas da Família, Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), hospitais e pronto-socorros. É um trabalho que fazemos com paixão, eficiência e a missão de estabelecer novos e melhores procedimentos na área de saúde. Saiba mais.

Postado em Notícias na tag , , .