Pérolas Sub 17 goleiam Belmiro Braga por 4X0

Líderes do Copa Alterosa no Grupo 1, os Pérolas Negras Sub 17 golearam o Belmiro Braga nesta quinta-feira (24) por 4X0, no Esporte Clube Avelar, em Paty do Alferes. Noel Elise (Zeguê) marcou três gols e Michel mais um, com apoio de Zeguê. “O jogo foi bom, dominamos muito a posse de bola e, apesar do escore, perdemos várias oportunidades de gols”, avaliou o técnico, Rafael Novaes. Ainda restam mais três partidas para encerrar a primeira fase e classificação para a semi final no campeonato. “Tudo indica que vamos chegar lá”, torce Novaes. Neste sábado (26) a equipe haitiana enfrenta o Botafogo no returno, às 15h, em Juiz de Fora.

Sub 17 treinando

Equipe Pérolas Negras Sub 17 treina no Haiti, antes de vir para o Brasil | Foto: Divulgação

 

Esta foi a terceira partida dos Pérolas Sub 17 da Copa Alterosa e a segunda vitória consecutiva, que permitiu à equipe se manter na primeira colocação, com sete pontos conquistados. O técnico também destacou o desempenho do lateral esquerda, Basquin Iverson, “muito sólido na marcação”.

Se até agora o time se mesclou a uma maioria de brasileiros, desta vez a partida foi integralmente disputada por haitianos: três já estavam em Paty e 16 desembarcaram no Brasil na última semana. “O campeonato sub 17 é de meninos nascidos em 1999/2000, nossa equipe, porém, é só de atletas de 2000 e 2001”, acrescenta Novaes.

Em relação à partida contra o Botafogo, realizada no sábado (19), no Avelar, os haitianos venceram por 2X0. “Passamos a maior parte do jogo no campo adversário , com a posse de bola e controlando todas as ações. Os dois gols, marcados por Zeguê e Valdo, saíram ainda na primeira etapa”, lembra o técnico. Na primeira rodada, o time empatou por 1X1 contra o Nova Califórnia.

Nesta quinta-feira, o Botafogo disputou com o Núcleo Nova Califórnia, no estádio Bethel, em Juiz de Fora.

Os jovens haitianos vão permanecer treinando em Paty do Alferes até abril, quando disputam, no Panamá, a ultima e mais difícil eliminatória para o Campeonato Mundial Sub 17 , que acontece na Índia. “Tenho certeza de que podemos potencializar essa equipe , o caminho é longo , 150 dias de trabalho duro até a última fase no Panamá. Com paciência poderemos fazer um excelente trabalho”, aposta Novaes.

(Texto: Celina Côrtes| Fotos: Vitor Madeira e Divulgação)

Postado em Notícias na tag .