Pérolas Negras conquistam torcedores da Copinha

Os Pérolas Negras saíram da Copa São Paulo Júnior com sensação definida pelo técnico Rafael Novaes: “A classificação não veio, mas o bom futebol ficou”. Após duas derrotas consecutivas, contra o Goiás e o Cori Sabbá, a equipe haitiana precisava de quatro gols de diferença contra o Nacional na partida disputada neste domingo (08.01), no Estádio Nicolau Alayon, na zona Oeste de São Paulo. Mas só marcou dois gols.

 

“Encerramos nossa participação com honra, jogando melhor que o adversário. Deixamos todos boquiabertos com nosso futebol mas ainda temos muito que evoluir. É um time aguerrido, com muita vontade de jogar futebol”, completou Novaes. Depois de sofrer um pênalti, Fenelon marcou o primeiro gol dos haitianos. O segundo foi de Angelus Exilus, ficou, porém, a frustração de uma bola na trave e de um pênalti não marcado.

Embora não causasse o impacto da primeira participação, em 2016, quando foi recebido como queridinho da competição pelos torcedores, dessa vez os Pérolas Negras do Haiti, projeto do Viva Rio e único time estrangeiro da Copinha, continuaram a atrair admiração do público, sobretudo pela garra que demonstraram.

Quem virou fã de carteirinha, por exemplo, foi o jornalista Dennys Carvalho, do site torcedores.com, que assumiu sua adesão aos haitianos na reportagem que postou nesta segunda-feira (09.01), intitulada “O dia que virei torcedor dos Pérolas Negras”.

Acompanhe um trecho da reportagem: “O Pérolas Negras estavam melhores na partida e empolgavam o pequeno grupo de torcedores haitianos, com muita animação e gritos de incentivo. Fui para lá. E quer saber? valeu muito a pena.

(Texto: Celina Côrtes| Fotos: Vitor Madeira)

 

 

Postado em Notícias na tag , , .