Moradores da Maré realizam ato pela morte de Marielle Franco

Foto: Mayara Donaria

Cerca de cinco mil pessoas se reuniram ontem (18) na Maré em função da execução da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes, na noite da última quarta (14), no Estácio. No ato, que serviu para familiares, amigos e eleitores expressarem sua dor e sua revolta, cartazes e gritos exigiam respostas para o crime e protestavam contra os assassinatos de pessoas negras de favelas e periferias do Rio de Janeiro.

Os manifestantes se concentraram na Vila do Pinheiro e caminharam por duas horas pela Linha Amarela e a Avenida Brasil, sob sol escaldante, até chegar à praça do Parque União, onde foi realizada uma missa em nome das vítimas. Na marcha, convocada por moradores da Maré, mulheres negras da favela afirmaram que não serão caladas pelo assassinato de Marielle e que a mensagem da vereadora vai ressoar ainda mais forte a partir de agora.
_

O Viva Rio nasceu em 1993 da indignação com a violência no Rio de Janeiro. Desde então tanto a instituição quanto a cidade mudaram muito, mas a construção da paz continua sendo um dos pilares do Viva Rio e a segurança pública vive uma crise ainda maior do que a de 25 anos atrás.

Hoje o Viva Rio atua diretamente no Complexo da Maré e em mais de 100 comunidades do Rio de Janeiro. Um dos objetivos desse trabalho, como descrito aqui, é “amplificar as vozes dos territórios e das minorias” na medida em que “as favelas e periferias têm muito a dizer, mas nem sempre são ouvidas”.

Marielle, negra bissexual nascida e criada na Maré, formada em sociologia e mestre em administração pública, quinta vereadora mais votada do Rio de Janeiro, simbolizava como ninguém a possibilidade de a favela se fazer ouvir pelo que pensa, sofre, produz e reivindica.

O assassinato de Marielle é de uma violência absurda contra a favela, contra a mulher negra, contra a democracia e contra a já tão combalida esperança na política. A julgar pelas mobilizações que acontecem em todo o Brasil desde a morte da vereadora, no entanto, quem lhe tirou a vida fracassou espetacularmente em calar sua voz.
_

Muitas informações falsas sobre a vida e a atuação de Marielle Franco começaram a circular após o assassinato da vereadora. Aqui você encontra uma compilação dessas mentiras e alguns dados verdadeiros sobre Marielle.
_

Amanhã às 19h na Cinelândia será realizado um ato inter-religioso em memória de Marielle. Saiba mais aqui.

Postado em Destaque, Notícias na tag , .