Desarmamento

A violência no Brasil faz com que muitos pensem em se armar como forma de se proteger, mas as evidências mostram que armas de fogo são ótimas para ataque e péssimas para defesa. Na maioria absoluta dos casos quem reage a assaltos acaba morrendo, e armas dentro de casa servem quatro vezes mais para causar acidentes, assassinatos e suicídios do que para de fato oferecer proteção.

O desarmamento da sociedade é uma luta histórica do Viva Rio. Em 2001 participamos da destruição de mais de 600 mil revólveres, pistolas, fuzis, espingardas e carabinas em um grande ato no Aterro do Flamengo. Apoiamos o estatuto de 2003, que restringiu o porte de armas de fogo por cidadãos comuns, e ao longo dos anos ajudamos a tirar milhares de armas de circulação. Ainda hoje trabalhamos para evitar retrocessos na lei, realizamos eventos em comunidades violentas para troca de armas de brinquedo por presentes e nossa sede continua recebendo armas de fogo para serem destruídas.